Entidades

Associação Brasileira dos Jornalistas lança site oficial

abj

A Associação Brasileira dos Jornalistas (ABJ) lançou seu site oficial esta semana. A entidade, criada após a decisão da não obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista pelo STF, congrega profissionais com ou sem diploma. O site reúne informações sobre legislação, liberdade de imprensa, além de matérias sobre jornalismo e o embate travado na questão do diploma.

Atualmente os membros da ABJ pressionam parlamentares contra a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 389/2009), que restitui a obrigatoriedade de diploma para o exercício da profissão. Por outro lado, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), que atua na frente contrária, defendendo a profissionalização do jornalismo, mobiliza seus sócios e também parlamentares em campanha para a aprovação do Proposta.

POSTS RELACIONADOS

Sindjorce reformula seu site

APIJOR lança novo site

Anúncios

21 pensamentos sobre “Associação Brasileira dos Jornalistas lança site oficial

  1. Estranho que os telefones celulares da ABJ 031-62-9605-1954 e 031-62-9698-0303 não funcionam, ou seja nos três primeiros toques caem diretamente na caixa postal.Outro fato importante é que sou sócio-fundador e resido em São Paulo, em 2009 efetuei o pagamento de R$ 95,00 e a minha carteira de associado foi-me enviada com incorreções e a até a presente data não recebi outra, mesmo tendo devolvido a anterior.Estou desapontado com essa entidade.
    Antonio Carlos de Lima

  2. Voce não é o único companheiro, eu estou tentando ontato com a ABJ e não consigo. Os telefones caem na caixa de mensagem. Eles não respondem os e-mails.

  3. Gostaria de saber se é verdade se mesmo. Agora podemos adquiri a carteira de jornalista reconhecida em todo o território nacional sem precisar de diploma?

  4. boa noite coros colegas como estou felis em saber que temos uma,
    Associação gostaria de receber noticias diariamente sob essa pec 33/09
    É gostaria de ser um dos ass. para juntos defeder essa bandeiraa que á
    de todos nos um forte abraço. Cicero paulo da silva jornalista, REGISTRADO NO DRT COM MTB SP

  5. Caros colegas,

    Entrei em contato com essa associação e não obtive satisfação, a mensalidade é de 120 reais e não senti firmeza.

    Na AJESP que foi citada pelo Jornalista Moisés Figueiredo, fui atendido e a mensalidade me pareceu mais justa, apenas 10 reais e associado com a mensalidade em dia não paga pela carteira, e eles ainda ajudam no processo do MTB.

    Abraço à todos e recomendo a AJESP, o site é http://www.jornalistasp.com.br

  6. Entendo que a liberdade de expressão prevista na Carta Magna é um direito consagrado na Constituição Federal em favor dos que se sentem qualificados para o exercício da profissão de jornalista. Há quase 30 anos eu vivo do rádio e dos jornais onde já trabalhei, como foi o caso do Diário da Manhã de Goiânia. O Sindicato dos Jornalistas de Goiás me ignorou, da mesma que o fez com colegas que são exímios profissionais, como era o caso da saudosa Consuelo Nasser, proprietária do DM, e seu marido, Batista Custódio, grande jornalista, escritor, poeta, cronista, enfim, um homem afinado com as letras. Eu disse ao Sindicato que o desprzo dado à inteligência de quem nasceu para viver na redação não pode ser tolhido desse trabalho que, afiunal de contas, é a nossa grande paixão. Graças a Deus, trabalhei na Rádio Brasil Central e depois na Assessoria de Imprensa do Palácio das Esmeraldas entre 1987 e 1999, e o Sindicato dos Jornalistas de Goiás ao perceber o nível de nosso trabalho com os governadores Íris Rezende, Maguito Vilela e seus substitutos Agenor Rezende e Naphtali Alves, nos deixou de lado. Quero tirar a minha carteira de jornalista da ABJ. Meu e-mail é: correa.bene@gmail.com. Enviem-me as informações necessárias.

  7. A ABJ é uma grande piada. Li um texto do tal presidente, Antonio Vieira, e não demorou para perceber que ele é um analfabeto. Comete erros crassos – não aqueles de digitação -, demonstrando que, além de não ser familiarizado com a norma culta, desconhece o regramento mais básico da Língua Portuguesa, cujo saber é fundamental ao jornalista. Percebe-se que é alguém que, de paraquedas, aproveitou-se da decisão do STF para lucrar, criando uma “associação” fajuta, sem representarividade, através da qual cobra mensalidade de R$ 120,00 – quase duas vezes mais que a da OAB. E qual a contrapartida da “associação”? Defende realmente a classe, se nem atender telefone atende? Tem um jurídico à disposição dos associados? Descontos em estabelecimentos? Não! Sequer seu site informa qualquer ação promovida por ela, ABJ, respigando apenas, a fim de dar “conteúdo” ao site, matérias de agências e da mídia em geral. Bom para o presidente, evidentemente, que com esperteza conseguiu legalizar o que chama de associação e viver da mensalidade daqueles que desejam ser considerados jornalistas, mesmo que por uma – não sei como definir a ABJ. Os textos do tal presidente podem ser facilmente encontrados na net, digitando o nome dele, junto com ABJ. Sou jornalista diplomado e advogado. Meu pai também era jornalista, sem diploma, assim como meu avô. E eram dos bons. Então, não estou aqui para criticar algo criado para reconhecer jornalistas sem diploma, e sim contra espertões, que se valem da boa-fé dos outros para lucrar. Uma carteira não irá fazer de você um jornalista. Tampouco o diploma. Porém, caso queira um reconhecimento legal, o caminho mais correto e pleitear no Ministério do Trabalho e conseguir o seu registro. Pronto. Não há necessidade de malabarismos ou pagamento mensal de taxas. Não seja tolo. Use o dinheiro de mensalidades para comprar livros ou fazer cursos de especialização. Nem mesmo a Fenaj, entidade oficial, fará por você algo que justifique os 20 e tantos reais que ela cobra por mês. Se não concorda, pague e espere alguns meses. Após esse período, analise se valeu a pena para você. Se valeu, seja feliz e continue pagando. Aos poucos, verá ser criadas entidades e mais entidades com o mesmo propósito, só mudando o nome, haja vista que, no mundo, inúmeros são aqueles que pretendem viver à custa dos outros.

  8. eu trabalhei 6 anos em emissora de tv afiliada a rede globo em minas gerais, quando sai utilizei minha carteira na qual tive 3 promoções na função do radialismo. a ultima é operador de câmera popular cinegrafista, com isso obtive registro profissional nas três funções mas ainda não tive coragem de associar a ABJ, não senti segurança, gostaria de opinião de quem conhece a ABJ..

  9. Não sou formado em jornalismo, mas trabalho há mais de 30 anos como jornalista em Goiás, havendo iniciado a minha profissão no Jornal Diário da Manhã. Meu sonho é ser um associado da ABJ. Ainda não o fiz em razão dos parcos recursos, mas gostaria de que me enviassem as informações necessárias para eu me filiar.

  10. Acho que a ABJ é uma grande conquista dos profissionais de jornalismo do Brasil, não somente aqueles produzidos nos laboratórios das Universidades do Brasil, onde nem sempre se forja um grande profissional. Não fiz a faculdade de jornalismo, como asseverei antes, todavia não temo confrontar meus textos e com eles as minhas teses – alma justa de minhas ideias – com demais profissionais do setor, pois escrevo, não apenas o factual contido em minhas pautas, mas também minhas opiniões, o meu pensamento crítico; a crônica política ou de qualquer outro gênero, capaz de que refletir o que vai pela minha cidade, pelo meu Estado, pela minha Nação, enfim. Jornalismo é isso: é reproduzir por meio da notícia o quotidiano de um povo seja que área for – sociedade, economia, política, arte, cultura, polícia, meio ambiente e, por ai vai . É essa oportunidade que muitos de nós – que amamos a língua e aprendemos a lidar com o vernáculo sem termos de que nos envergonhar -, estávamos aguardando, porque a Fenaj canonizou o seu associado, como se fossem a última palavra nas letras jornalísticas do País.Isso é inadmissível, julgando a Fenaj que os demais que vivem, por amor, diga-se de passagem, o dia a dia da notícia, são mentecaptos, pronto, acabou! Seja a ABJ neste País de liberdade para se falar e escrever!!!

  11. A FENAJ – TEM 70 ANOS E NÃO CONSEGUI FAZER, O QUE A ABJ VEM FAZENDO EM 7 ANOS DE FUNDAÇÃO, FAZENDO MUITO PELA LIBERDADE DE IMPRENSA EM TODO O BRASIL, AGORA A CARTEIRA DE JORNALISTA DA ABJ – PRECISA URGENTE TER A MESMA VALIDADE DE 3 ANOS E TER TAMBÉM A MESMA VALIDADE DE IDENTIDADE EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL, PARABÉNS ABJ PELOS 7 ANOS DE FUNDAÇÃO, E LIBERDADE A TODOS NÓS JORNALISTA DO BRASIL.

  12. A Fenaj – Tem 70 Anos De Fundação Tornou – Se Uma Entidade Sindical E Não Conseguiu Fazer, O Que A Abj Conseguiu E Vem Fazendo Pelos Jornalistas Com Diploma E Sem Diploma, Com Apenas 7 Anos De Fundação, E Até Pela Liberdade De Imprensa Em Todo O Brasil, Agora A Carteira De Jornalista Da Abj – Precisa Urgente Ter Pelo Menos 3 Anos De Validade E Também A Mesma Precisa Ter A Validade De Identidade Em Todo O Brasil, Parabéns ABJ Pelos 7 Anos De Fundação, E Liberdade A Todos Nós Jornalistas Brasileiros.

  13. A Fenaj – Tem 70 Anos De Fundação E Tornou – Se Uma Entidade Sindical E Não Conseguiu Fazer, O Que A Abj – Conseguiu E Vem Fazendo Pelos Jornalistas Com E Sem Diploma, Com Apenas 7 Anos De Fundação, E Até Pela Liberdade De Imprensa Em Todo O Brasil, Agora A Carteira De Jornalista Da ABJ – Precisa Urgente Ter Pelo Menos 3 Anos De Validade E Também A Mesma Precisa Urgente Ter A Validade De Identidade De Jornalista Da ABJ – Em Todo O Brasil, Parabéns ABJ Pelos 7 Anos De Fundação, E Toda A Liberdade A Todos Nós Jornalistas Do Brasil.

  14. A CARTEIRA CREDENCIAL DE JORNALISTA DA UBRAPI ( IDENTIDADE DE JORNALISTA ) – VALIDA EM TODO O BRASIL E EM TODA A AMÉRICA LATINA, TEM A MESMA VALIDADE DA CARTEIRA DE JORNALISTA DA FENAJ ( IDENTIDADE DE JORNALISTA ) COM SUA VALIDADE NACIONAL, A UNIÃO BRASILEIRA DE PROFISSIONAIS DE IMPRENSA ( UBRAPI ) – LONDRINA – PARANA – BRASIL, ASSOCIADA A REPÓRTERES SEM FRONTEIRAS – ENTIDADE INTERNACIONAL, UBRAPI – SITE – http://WWW.UBRAPI.NET

  15. A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNALISTAS ( ABJ ) – BRASILIA – DF, TEM TODO UMA SERIEDADE QUE VEM A COLOCANDO COMO UMA GRANDE ENTIDADE DE TODOS OS JORNALISTAS BRASILEIROS – JÁ E A MAIOR ENTIDADE BRASILEIRA EM NUMERO DE JORNALISTAS FILIADOS – DADOS DO PORTAL DO JORNALISTA LUIS NASSIF ( SÃO PAULO ), A CARTEIRA DE JORNALISTA DA ABJ ( IDENTIDADE DO JORNALISTA ) JÁ TEM SUA VALIDADE NACIONAL, AGORA MEUS PARABÉNS A TODOS OS JORNALISTAS DO BRASIL – PELA PASSAGEM DO DIA DO JORNALISTA 7 DE ABRIL. SÃO PAULO, 08 / 04 / 2017.

  16. A Associação Brasileira Dos Jornalistas ( ABJ ) – Brasilia – Df, Fundada Em 26 / 07 / 2009, Chegou Para Apoiar A Todos Os Jornalistas Seja Ele Ou Ela Com Ou Sem Diploma, E Segundo Dados Do Site Portal Do Jornalista Luis Nassif ( São Paulo ) – A ABJ Já E A Maior Entidade Brasileira De Jornalistas Filiados A Abj – Em Todo O Brasil, Obs: Jornalistas Com E Sem Diploma – Jornalistas Que Tem Seus Sites, Blogs, Revistas E Jornais Em Todo O Brasil, Obs: Jornalistas Que Agora Tem A Carteira De Jornalista Da Abj ( Identidade Do Jornalista ) Valida Em Todo O Território Nacional Ou Seja Em Todo O Brasil – E Segurada Como Documento Oficial – Segundo A ABJ. A Minha Opinião Todos Os Jornalista Do Brasil Já Tem Uma Segunda Identidade Valida Pela Lei. A Comunicação Brasileira Está Em Alta – São Paulo, 11 / 04 / 2017 – Agora O Site Da ABJ – http://WWW.ABJORNALISTAS.ORG

  17. ATENÇÃO AGORA A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS ( FENAJ ) – BRASILIA – DF, ESTÁ ACEITANDO A TODOS OS JORNALISTAS / FOTOGRAFOS E TODOS DA COMUNICAÇÃO BRASILEIRA – QUE ESTEJA DENTRO DA LEI OU SEJA QUE TENHA MTB E DENTRO DA NOVA LEI BRASILEIRA DE IMPRENSA, UMA GRANDE ATITUDE ADULTA DA FENAJ – AFINAL A FENAJ ESTÁ RESPEITANDO A LEI DO MTE -E FORNECENDO A CARTEIRA DE JORNALISTA DA FENAJ ( IDENTIDADE DE JORNALISTA ) – VALIDA NO BRAISIL, PARA TODOS OS JORNALISTAS BRASILEIROS, MEUS PARABÉNS PARA A FENAJ. ÓTIMA NOTICIA – SÃO PAULO, AGOSTO DE 2017.

  18. OBS: A FENAJ – BRASILIA – DF, ESTÁ ACEITANDO APENAS OS JORNALISTAS – COM MTB, E DENTRO DA NOVA LEI DE IMPRENSA BRASILEIRA EM VIGOR DESDE 2009, PORTANTO AS DEMAIS SOMENTES FORMADOS OU COM CURSOS AUTORIZADOS PELO MEC E PELO MTE DO BRASIL. A ABJ – BRASILIA – DF, ACEITA JORNALISTAS COM E SEM DIPLOMA DE TODO O BRASIL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s